quarta-feira, 7 de abril de 2021

Carmen Miranda moderna

A cantora carioca Dani Coimbra, uma das promessas de 2021, ganhou a chancela de grandes nomes da MPB. Após gravar um sucesso do rei do samba rock, Bebeto (single e clipe lançados em breve), recebeu elogios da favorita de Ary Barroso, a cantora Luciene Franco, depois de ouví-la cantar "Conversa de Botequim" no festival ZiriguidumEmCasa, em homenagem aos 70 anos de carreira de  Doris Monteiro. "Ela é a nossa Carmen Miranda moderna", disse.

Trabalho análogo à escravidão inspira solo teatral

A encenação de “Nave mãe” foi contemplada com o edital “Retomada Cultural, promovido pela Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Aldir Blanc, e poderá ser assistida de forma remota, de 17 a 29 de abril. A sessão do dia 17 será transmitida pelo Zoom, e, após essa data, o espetáculo ficará acessível durante 12 dias de forma gratuita pelo canal da Dragão Voador no YouTube.

Na trama, Guará trabalha numa confecção de calças jeans na Cidade das Formigas, onde é ambientada boa parte da peça, que é o segundo solo de Alan Pellegrino, também autor do texto, fruto de sua segunda incursão pela dramaturgia. Depois de dar vida no teatro ao lendário Volta Seca, remanescente do bando de Lampião, ele mira agora em temas sociais como o do trabalho escravo. O ator e dramaturgo é novamente dirigido por Joelson Gusson, com quem criou a companhia Dragão Voador, repetindo, assim, a parceria de espetáculos como “Hotel Brasil” (2017) e o supracitado “Volta Seca” (2018).

Lembrando que a escravidão foi oficialmente abolida no país em 1888, mas algumas células desse sistema ainda eram vistas nos anos seguintes. Um século após esse fim, entre os anos 1980 e 2000, na cidade de São Paulo, a mais rica do país, o trabalho análogo à escravidão perpetua-se nos fundos de quintais, em empresas clandestinas. Essas empresas ganharam os nomes de facções –o mesmo dado a grupos criminosos. É numa dessas facções que vamos encontrar na trama.

"A turma do sextou" homenageia Paulo Gustavo

Internado com covid-19 desde o dia 13 de março e entubado há poucos dias, o ator Paulo Gustavo recebeu uma homenagem da animação "A turma do sextou" na arte divulgada pela equipe da animação, dona Hermínia.  Criação De Paulo Gustavo  aparece conversando com Bia & Jean, personagens criados por Lygia Beatriz e Jean Chambre para a animação da turminha que atualmente está no catálogo internacional do Amazon Prime Video.

Massa lança clipe com participação especial

Um encontro musical entre o ritmo latino e o Brasil. Da sonoridade de Carlos Santana ao tempero da diva do carimbó Dona Onete, o cantor e compositor carioca Massa lança o seu clipe de estreia. A canção escolhida foi o single La Muchacha de Madrid. O trabalho, gravado no lendário estúdio Toca do Bandido e que está disponível em todas as plataformas digitais, traz forte influência latina e desbrava o continente sul-americano em um som cujo toque está presente de forma intensa, mas sem abandonar a essência brasileira. No single, Massa divide os vocais com Zeca Baleiro, seu compositor favorito. O clipe da canção, produzido pela produtora Memória Lúdica, será lançado no canal do artista no Youtube (/oficialmassa). O vídeo também contou com a participação de sua esposa, a cantora Aline Diniz.

Direitos Humanos em Tempos de pandemia

Ana Tereza Basílio, vice-presidente da OAB-RJ, vai receber para live na próxima segunda, dia 12, o presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB do Rio Grande do Sul, Roque Reckziegel.  A transmissão será pelo Instagram de Ana Tereza Basílio, às 19h. 

Atriz Maria Flor lança ficção com ar de autobiografia

Maria Flor anuncia já de cara que se trata de uma obra de ficção e que qualquer semelhança com nomes, pessoas ou situações da vida real terá sido mera coincidência. O fato é que aqueles que sabiamente decidirem se aventurar pela encantadora história de “Já não me sinto só”, lançada pela Editora Planeta, vão ficar com a pulga atrás da orelha. A começar pelo nome da protagonista, Maria, e por sua profissão, atriz, o romance pode ser fácil ou, quem sabe, intencionalmente confundido com uma autobiografia. Mas não é. Verdade é que o livro conta a história de uma mulher e sua profunda jornada de autoconhecimento – sobre quem foi e quem deseja ser –, a partir do término de um longo relacionamento. A obra está disponível para venda através do deste link Livraria da Travessa .

Vinicius de Oliveira é uma das atrações do Primeiro Festival Brasileiro de Cinema Cômico

Vinicius de Oliveira (Linha de Passe, Bala Perdida, Abril Despedaçado, Central do Brasil) é uma das atrações do Primeiro Festival Brasileiro de Cinema Cômico, que vai até o dia 11, com transmissão gratuita pelo YouTube. O festival reúne 32 produções de 11 estados, com uma seleção dos melhores curtas do gênero no país. O ator está no elenco de "Demônia – Melodrama em 3 Atos", dirigido por Cainan Baladez e Fernanda Chicolet (SP). Além do Festival, Vinicius está também em três séries da Globoplay: “Unidade Básica”, "Segunda Chamada" e "Santo Forte", onde é o protagonista. E, na agenda, tem mais projetos encadeados. O Primeiro Festival Brasileiro de Cinema Cômico tem apoio da Lei Aldir Blanc.

Carlos Alberto Serpa recebe homenagens virtuais pelo seu aniversário

Pela segunda vez, por causa da pandemia (que começou em março de 2020), o querido professor Carlos Alberto Serpa não pode comemorar presencialmente seu aniversário, nesta quarta. Festeiro, o presidente da Fundação Cesgranrio,  diretor da Casa Julieta de Serpa e presidente da Associação Cultural da Arquidiocese do Rio de Janeiro recebe homenagens dos amigos, principalmente de integrantes  do mundo artístico e empresarial , desde o início da semana. Por causa das medidas restritivas impostas pela Prefeitura do Rio, até a próxima sexta, dia, Serpa passará a data ao lado de sua mulher, Beth Serpa, em Petrópolis.