quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Sandra de Sá pede união de músicos ante desafio digital

Sandra de Sá, Ronaldo Bastos e Arthur Maia
“Nosso maior desafio somos nós mesmos. Precisamos estar unidos”. Com esta conclamação a cantora e compositora Sandra de Sá, presidente da União Brasileira de Compositores (UBC), abriu o ciclo de palestras “Novos Meios, Novos Rumos”, no Centro Cultural Abrigo dos Bondes em Niterói, realizado na última terça-feira, dia 9. O objetivo era informar a classe sobre as transformações e imposições da era digital sobre os direitos autorais. E os diretores da UBC pretendem mostrar ao longo das palestras como lidar com as recentes mudanças legislativas na área.

O clima foi de bate-papo informal, congregando no mesmo lugar atuantes de diversas esferas da MPB, como Chico Batera, Amelinha, Byafra, Paulinho Rezende, Bia Bedran, Marcos Sabino, Kid Mumu e Renzo Gold, e também os MCs Maneirinho e Leozinho. Foram abordadas também as mudanças na arrecadação e distribuição dos direitos autorais de execução pública, bem como os novos modelos de negócios.

O diretor-executivo da UBC, Marcelo Castello Branco, informou que as plataformas digitais repassam parte de seus ingressos para os direitos de autores, intérpretes e produtores. “Falta reconhecer os músicos nesta equação e, mais que isso, reavaliar e considerar uma mais justa transferência de valores para quem faz parte da cadeia produtiva da música”, disse Marcelo. Segundo ele, essa é uma discussão global, urgente e emergencial. O diretor disse ainda que o compositor precisa estar atento ao consumidor, seus movimentos e novos hábitos.
Foto João Carnavos

Nenhum comentário:

Postar um comentário