terça-feira, 5 de abril de 2016

Rock in Rio vai plantar um milhão de árvores na Amazônia

Nesta segunda-feira, o Rock in Rio realizou o lançamento do Amazônia Live - Projeto Social do Rock in Rio para todas as edições do festival até 2019. Foi apresentada uma grande campanha de mobilização que incentiva a população a abraçar a causa, sob o mote "Mais do que Árvores, Vamos Plantar Esperança". O encontro contou com artistas, formadores de opinião e parceiros.

Segundo a Rede Amazônica de Informação Socioambiental Georreferenciada (Raisg), de 1500 a 1977, certa de 4,7% da Amazônia foi desmatada. Só nos últimos 36 anos, este número subiu para 18%. Até 2013 o Brasil perdeu, segundo a Raisg, 632 mil km2 de florestas. O desmatamento afeta o clima e o equilíbrio das chuvas. Afeta diretamente quem está perto e também quem vive bem longe da floresta. E o que o Rock in Rio tem a ver com isso? Tudo.

Para o Rock in Rio, a música é uma linguagem universal que une pessoas em todo o mundo através da emoção e é uma importante plataforma para causas socioambientais. O pilar de sustentabilidade do festival — Por Um Mundo Melhor — foi criado em 2001 e já beneficiou milhares de pessoas no Brasil, Portugal, Espanha, Estados Unidos e em diversos outros países. Os investimentos são provenientes da venda de ingressos e de ações promovidas junto aos parceiros. Agora, a organização do festival inicia um movimento global que ajudará na restauração florestal da Amazônia e que tem como objetivo maior chamar a atenção das pessoas para a importância do consumo consciente dos recursos naturais do planeta e convoca-las a serem agentes ativos no combate às alterações climáticas através da sua própria mudança de comportamento.

A região da Amazônia é estratégica, pois abriga a mais importante reserva de biodiversidade do mundo, com papel fundamental na redução do impacto do aquecimento global. A ação vai restaurar áreas desmatadas nas cabeceiras e nascentes do Rio Xingu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário