quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Mundo afora

Ex-chefe do escritório da Presidência da República em São Paulo, Rosemary Nóvoa de Noronha,  que acabou  indiciada pela Polícia Federal por suspeita de envolvimento com uma quadrilha que traficava pareceres técnicos,  é uma mulher viajada. Entre os anos de  2003 e 2012, ela voou para 24 países. Em algumas ordens bancárias, o país de destino não é mencionado. Ao todo, recebeu R$ 58,7 mil de diárias. A informação, de Dyelle Menezes, do Contas Abertas, acrescenta que, em 2009, a "madame", como Rose gosta de ser tratada, se esbaldou: esteve em missões oficiais em Portugal, Alemanha, França, Reino Unido, Qatar, El Salvador, Guatemala, Costa Rica, Paraguai, Ucrânia e Venezuela. Nesse ano, ela recebeu R$ 13,3 mil em diárias. Em 2008, voou para Gana, Peru, Espanha, Portugal, El Salvador e Cuba: a Viúva bancou R$ 9,5 mil em diárias nesse exercício. Já em 2010, os valores das diárias chegaram a R$ 15 mil e apenas sete países foram visitados: México, Cuba, El Salvador, Rússia, Portugal, Moçambique e Coréia do Sul. Também consta na lista da "volta ao mundo" a Bélgica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário