sexta-feira, 6 de julho de 2012

Se aprovado, Fundo Nacional de Pesquisa para Doenças Raras e Negligenciadas terá 50 milhões por ano

Com o  objetivo de garantir recursos às pesquisas  de doenças raras e negligenciadas, desenvolvimento de novas drogas e produção e divulgação de conhecimento científico e tecnológico sobre os temas, o senador Eduardo Suplicy apresentou um projeto para a criação de um Fundo Nacional de Pesquisa para Doenças Raras e Negligenciadas. O projeto assegura ao Fundo R$ 50 milhões por ano.
Explica-se: Doenças negligenciadas, tais como dengue, doença de Chagas, esquistossomose, hanseníase, leishmaniose, filariose, oncocercose, malária, tuberculose e tracoma, entre outras, estão associadas a situações de pobreza, a precárias condições de vida e às iniquidades em saúde, ou seja, às desigualdades injustas, desnecessárias e evitáveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário