quinta-feira, 28 de junho de 2012

Bernardo Cabral diz que mesmo com lentidão, a democracia avança no país

Na opinião do ex-ministro da justiça, ex-senador e relator-geral da Constituição, Bernardo Cabral,  a recente lei de Acesso à Informação, publicada em novembro de 2011 e que entrou em vigor há menos de um mês, só foi possível porque a Constituição de 88 se preocupou em garantir esses direitos no artigo 220. Cabral lamenta a demora para a regulamentação da lei, mas comemora os avanços na democracia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário