sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Otavio Castro lança álbum “Natiumbi”

O músico harmonicista e multi-instrumentista Otavio Castro aproveitou o momento do isolamento social para produzir o seu novo álbum chamado “Natiumbi”. O curioso nome do projeto é a junção de Tiumbi (nome da rua onde mora no Alto da Boa Vista) com ‘na’ da palavra natureza (que por sinal, é tão exuberante no local onde vive o artista). O álbum lançado no dia 30 de outubro, conta com 13 faixas mesclando composições autorais com de outros artistas consagrados. Está disponível nas plataformas musicais.

Carolna Maria de Jesus de volta aos palcos

Depois de mais de seis meses longe dos palcos por conta da pandemia, a atriz Andréia Ribeiro está de volta com a peça "Carolina Maria de Jesus, Diário de Bitita", monólogo protagonizado por ela com direção de Ramon Botelho e assistência de direção de Gabriela Calainho. O espetáculo que fala de amor, de garra, de luta e perseverança pode ser visto de forma presencial e live no dia 18 e somente ao vivo no dia 19, no Teatro Prudential, às 20h, na Glória.

Salão Carioca do Livro lança 2 projetos em parceria com a FUNARJ

A Casa de Cultura Laura Alvim (Ipanema-RJ/RJ), recebeu nesta quinta-feira, 5, o lançamento de dois projetos da LER - O Salão Carioca do Livro  em parceria com a FUNARJ. Emoldurado pela palestra musical do rapper, compositor e escritor Gabriel O Pensador, a equipe da LER liderada por Jeronimo  Vargas e autoridades  reforçaram o propósito da cultura e sua missão de acesso e democratização. O evento contou ainda com sessão de autógrafos  do livros do Gabriel.  Confira alguns momentos do lançamento nas fotos de Vera Donato!

Carlos Augusto Pires, Gabriel O Pensador,
Jeronimo Vargas e  Nestor Filho

Jeronimo Vargas e José Roberto Gifford-Presidente da Funarj

Jeronimo Vargas, Danielle Barros -
Secretária da Cultura e Fábio Queiroz


Beco das Garrafas reabre com exposição Bossa & Jazz e presença de João Donato

Na noite desta quinta-feira, 5, Amanda Bravo, Sergio e Mauricio De Martino reinauguraram o Beco das Garrafas com inauguração da exposição "Bossa e Jazz" e a presença de João Donato. O local estava fervilhando até que, em abril, veio a pandemia e com ela a impossibilidade de seguirem abertos. Desde então, o Beco vem se mantendo fechado e aumentando dívidas, que são amenizadas através de vaquinhas e doações. Porém, chegou ao limite: ou abre agora ou fecha de vez.

Amanda Bravo, sócia, produtora musical e cantora, diz que a criatividade mais uma vez se fez  necessária na concepção do novo ambiente e programação.

“O Beco é berço da Bossa Nova e não temos mais no Rio de Janeiro um espaço referencia desse gênero, que é o mais famoso mundialmente. Então, busquei parcerias para tornar a visita muito mais do que uma ida a um show de música, mas sim um mergulho no universo da Bossa Nova. As paredes da casa já falam, a energia daqui é especial, a história é intensa. Tanto há 60 anos quanto aos 7 anos em que vimos escrevendo essa outra história. Temos muitos arquivos, fotos, materiais de pesquisa. Estamos abrindo com uma parte do que temos – pois não temos dinheiro para fazer mais. Mas, conforme as coisas forem andando, iremos colocando mais quadros e fotografias de artistas que passaram por aqui”.

A programação musical por enquanto será de quinta a domingo. “O turismo ainda não se normalizou, as pessoas estão evitando lugares fechados e nosso palco não permite mais do que 2 músicos (pela distancia segura). Então, estamos apostando em shows mais intimistas ainda, mais fiéis ainda ao banquinho e violão da bossa".

Feliz com a reabertura do local, João Donato marcou presença e com muito bom humor e entusiasmo distribuiu máscaras com a marca de seu instituto. Confira nas fotos de Cristina Granato!

Amanda Bravo,  João Donato e Carla Daniel

Amanda Bravo,  João Donato e Cristina Granato

Amanda Bravo, Maria Cecília e João Donato