sábado, 25 de abril de 2020

"Escolhas técnicas foram deixadas de lado no governo Bolsonaro", diz cientista político

O cientista político Everton Gomes comentou o pedido de demissão de Sérgio Moro do Ministério da Justiça:
"O que importa para o presidente são as questões familiares. As escolhas técnicas foram deixadas de lado. As declarações de Moro alimentam o rol de razões para o impedimento de Bolsonaro, uma vez que apresenta uma série de crimes de responsabilidade, como a interferência ilegal do presidente da República na Polícia Federal",  disse.
    Para o vice-presidente da Fundação Leonel Brizola e integrante do Movimento Policiais Antifascismo, "a saída de Moro do governo Bolsonaro revela a forma como os Bolsonaros (pai e filhos) governam o país", finalizou.