segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Portela fecha os desfiles de domingo

E a última escola a desfilar foi a Portela, com o enredo "Guajupiá, Terra sem Males", que
retrata a história dos índios que habitavam a cidade do Rio de Janeiro bem antes da chegada
dos portugueses.













O irreverente desfile da Ilha

A União Da Ilha foi a penúltima escola, com o enredo “Nas encruzilhadas da vida, entre becos,
ruas e vielas, a sorte está lançada: Salve-se quem puder!”. Gracyane Barbosa brilhou em fantasia toda de cristal.
A escola teve problemas com um dos carros e acabou abrindo um enorme buraco, o que pode levar a perda de pontos em harmonia e evolução.


















Grande Rio faz homenagem a pai de santo

Sendo a quinta escola a entrar na avenida, neste domingo, a Grande Rio levou para a avenida o enredo “Tata Londirá: o Canto do Caboclo no Quilombo de Caxias”, uma homenagem a Joãozinho da Goméia, pai de santo tradicional que viveu na região de Caxias.










Tuiti veio para brigar pelo título

Paraíso do Tuiuti foi a quarta escola a desfilar na Sapucaí, neste domingo, 23,  trazendo o enredo “O santo e o rei”. A escola de São Cristóvão fez mais um desfile mostrando que veio para brigar pelo título.
Lívia Andrade e Regiane Alves vibraram e sambaram muito durante o desfile.
Lívia Andrade




Regiane Alves



"Queria vir mais pelada", diz Bianca Monteiro

Pelo quarto ano consecutivo à frente da bateria da Portela, Bianca Monteiro desfilou neste domingo representando a índia guerreira Cabloca Jurema. A gata começou a se preparar quase três horas antes da apresentação no camarim do Camarote Mar, área VIP da Sapucaí qual é embaixadora. Feliz com o corpo em forma, a majestade revelou que queria cruzar a pista pela azul e branco com o corpo pintado, mas a ousadia iria na contramão da tradição portelense.
"Queria vir mais pelada, mas a roupa é muito comportada. A Portela é conservadora demais, mas temos que respeitar. A primeira proposta seria vir com o corpo pintado, mas mudaram de ideia (risos)",  comentou Bianca, se derramando de amores pela escola do coração:
"Mas se a Portela quiser me cobrir da cabeça aos pés não tem problema. Faço tudo por amor e meu maior amor é a Portela".


Unidos do Viradouro

A segunda escola a desfilar neste domingo 23, foi a Viradouro, com o enredo “Viradouro de alma lavada”, tema em homenagem as Ganhadeiras de Itapuã. A escola entrou co ar de campeã. Todo mundo cantando e foi muito bem recebida pelo público da Sapucaí. Fotos Weine Costa