terça-feira, 2 de julho de 2019

“Cícero – A anarquia de um corpo santo” faz temporada no Teatro Municipal Maria Clara Machado

“Cícero – A anarquia de um corpo santo”, espetáculo com direção de Daniel Dias da Silva,  estreia no dia 05 de julho, no Teatro Municipal Maria Clara Machado, na Gávea, onde cumpre temporada até o dia 28 do mesmo mês.

Biscoito Fino lança projeto de Arthur Maia


Gravado em 2015 no Teatro do Centro de Artes UFF (Niterói), o DVD que a Biscoito Fino lança agora nos formatos álbum digital e DVD físico, é o único registro ao vivo de um show do baixista, compositor e produtor Arthur Maia. Trata-se de um apanhado de canções que Arthur reuniu especialmente para esse encontro com parceiros e amigos, assinando ainda os arranjos e  a concepção musical. O repertório vai de Lennon e McCartney a Ernesto Nazareth, passando por Djavan, Ivan Lins e parcerias do baixista com Fernando Caneca (“Frevo do Compadre”) e Júlio Martins (“Muchacha”). “Arthur e o Gigante”, composta para Arthur por Willian Magalhaes, da Banda Black in Rio, também está no repertório.

"Pedro e o Lobo" estreia no Teatro dos Quatro


Após grande sucesso com os infantis “O Gato de Botas – O Musical”, “O Boi da Cara Preta”, “O Duende Rumpelstiltskin”, “As Aventuras de Pinóquio”, “João e Maria – Um Musical”, “O Lago dos Cisnes” e a Mostra de Teatro Infantil Para Toda Família, (juntos já totalizam mais de 170 mil espectadores), a Cineteatro Produções, com curadoria do ator e produtor Alexandre Lino, reestreia o seu mais novo espetáculo infantil "Pedro e o Lobo". Espetáculo inédito escrito por Daniel Porto e com direção de Tom Pires mantém a estética rústica das anteriores e cumpre nova temporada no Teatro dos Quatro, de 06 a 28 de julho, aos sábados e domingos às 15h.

Deborah Levy mostra o CD autoral “Apimentada” na Tijuca


Pianista, tecladista, arranjadora e compositora, Deborah Levy mostra o recém-lançado CD “Apimentada”, dia 4 de julho, no Centro da Música Carioca, Arthur da Távola, Tijuca, às 20h. Acompanhada por Geferson Horta (baixo) e Luisinho Sobral (bateria), a pianista volta ao bairro para o bis após o sucesso do Rio Montreux Festival, com um show que mescla alguns clássicos de autores consagrados, como Chovendo na Roseira (Tom Jobim)Aquarela do Brasil (Ary Barroso) e Samambaia (Cesar Camargo Mariano) com composições autorais do disco de inéditas.