quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Sessentão de Pagodinho

A  super festa de aniversário dos 60 anos de Zeca Pagodinho na Cidade do Samba, aconteceu nesta segunda feira, 4,  teve  decoração em estilo rústico remetendo a trajetória do cantor assinada por Carlos Lamoglia e Luciano Curty. Já a mesa com 10 mil docinhos e um bolo de 4 andares foi de Antonio Maciel, o cerimonial ficou por conta de  Débora Rodrigues e o buffet do chef Thiago Castro que preparou um cardápio especial com saladas, Noisette de Mignon, Ballontinne de Frango, Penne ao Funghi, Fusille aos 4 Queijos, Arroz com lascas de Amêndoas, entre outras delícias.  A lista de convidados bateu a marca de 1 mil pessoas, entre familiares, amigos pessoais, artistas da área da música, da TV, Teatro e jornalistas. Estiveram por lá Cissa Guimaraes, Neguinho da Beija Flor, Fernanda Paes Leme, Ronaldinho Gaucho, Dudu Nobre entre outros.
A  festa terminou com uma homenagem feita pela Portela  com a apresentação de seus ritmistas. Confira nas fotos de Murillo Tinoco!




Wagner Tiso participa do Show Tributo ao Clube da Esquina no Projeto 15 PRAS 7

Na próxima quinta, dia 07, terá o lançamento do Cd do Quartetto Sentinela no show Tributo ao Clube da Esquina, que contará com a participação especial do maestro Wagner Tiso no  Projeto 15 PRAS 7, no Teatro João Caetano.

Jornalista Christovam Chevalier inaugura a mostra "Christovam de Chevalier: Marulhos"

Nem a forte chuva que caiu sobre o Rio de Janeiro nesta segunda-feira, 4, atrapalhou a inauguração, no Oi Futuro,  da exposição "Christovam de Chevalier: Marulhos", do jornalista e poeta Christovam Chevalier, e curadoria de Alberto Saraiva. A mostra  integra o Programa Poesia Visual e Digital 2018 e  vai  ocupar  o 5º nível do centro cultural no Flamengo.  No total, são 18 poemas sobre uma relação amorosa que cumpriu seu ciclo, tendo o mar como metáfora. Os poemas da exposição estarão também
no livro "Marulhos, Barulhos e alguns silêncios", a ser lançado pela editora 7Letras, em março.  O público pode  ver imagens do poeta falando seus poemas, que são projetadas nas quatro paredes da sala de exposição. A ideia é que as imagens de Christovam conversem com imagens subaquáticas, das profundezas do oceano, de habitantes do mar, como as baleias e medusas, por exemplo. ";Nem sempre a figura do poeta estará à vista, mas o tempo todo o público  ouvirá os poemas", diz, animado, Chevalier.
Fotos:  Américo Vermelho