segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Sandra Portella canta Clara Nunes

A música sempre esteve presente na casa de Lecy do Samba, compositora ligada à Juventude Imperial de Juiz de Fora. Uma das muitas vozes que saiam do rádio de casa calou fundo na pequena Sandra Portella. Não uma voz qualquer, mas a de uma das maiores cantoras que este país já teve: Clara Nunes (1942-1983). O tempo passou, e aquela menina virou uma cantora, respeitada no seu meio. Tanto que, em 2018, a estreante esteve entre as três indicadas (ao lado das veteranas Lecy Brandão e Ana Costa) ao Prêmio da Música Brasileira na categoria Cantora de Samba. E nesse ínterim, os laços com o repertório de Clara só se estreitaram. A ponto de inspirar um show. “Sandra Portella canta Clara Nunes” volta a ser visto no Rio, dia 11 de janeiro (sexta-feira), no Blue Note Rio, após apresentações no Teatro João Caetano e na Sala Baden Powell em 2018. A apresentação contará ainda com a participação mais do que especial do maestro Rildo Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário