quinta-feira, 12 de julho de 2012

Caso Caravaggio: historiadores não acreditam que a descoberta dos desenhos do mestre

Os  supostos desenhos de Caravaggio encontrados por dois italianos  continuam a gerar polêmica na Europa. Primeiro na França, Michel Hilaire, chefe do Musée Fabre e co-curador da atual exposição de  Caravaggio diz que não há evidências de que sejam verdadeiramente dele. Olivier Bonfait que acaba de publicar um ensaio fascinante sobre a influência de Caravaggio em Hazan,  e Lawrence Bolard, biógrafo do mestre Fayard, pensam da mesma forma . Já na Itália, outras vozes reforçam o ceticismo. Claudio Strinati, superintendente dos museus de Roma e do organizador da exposição organizada em 2010, durante os quatrocentos anos da morte do pintor, diz: "Antes, sabíamos de todo o projeto, e agora teríamos uma centena? É evidente que estamos em um campo minado. Especialmente quando  não há evidências das circunstanciais".

Nenhum comentário:

Postar um comentário