quarta-feira, 24 de julho de 2013

Kita


Com pouco mais de um ano de existência, a banda carioca Kita não para. Formado pela vocalista Sabrina Sanm, Renato Pagliacci (guitarra e teclados), Jayme Neto (guitarra), Guilherme Dourado (baixo) e Kelder Paiva (bateria), o grupo de rock-eletrônico estreou nos palcos em grande estilo, com uma turnê pela América Latina no festival Maquinaria ao lado de bandas como Deftones, Marilyn Manson e Prodigy, arrancando elogios da imprensa e público. Além de gravar três clipes  - dois a serem lançados -, o Kita divulga seu primeiro EP, recém-disponibilizado em lojas virtuais como iTunes, Amazon e OneRPM.
Batizado de Twisted complicated world, o registro traz sete faixas compostas por Sabrina e Renato, cantadas em inglês, cheias de "punch", críticas ao comportamento humano, sarcasmo e relatos sobre frustrações, em sua maioria autobiográficos. Direto e obscuro, mas com pegada pop, o álbum tem apenas 25 minutos e carrega influências de Alanis Morissette, Incubus e Nine Inch Nails. Produzido pelo guitarrista Renato, Twisted complicated world foi masterizado no estúdio Sterling Sound, em Nova York, a cargo de Ue Nastasi, que já trabalhou em discos de Biohazard, Panic at the Disco, They Might Be Giants, entre outros. A banda abre o show do Paramore, nesta quinta-feira, no HSBC Arena, no Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário