quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Juliana Paes, José Wilker e Bete Mendes em leitura de trechos das obras de Jorge Amado

Textos de Jorge Amado foram lidos, nesta quinta-feira, 18, na ABL. José Wilker, Bete Mendes, Marcelo Serrado e Juliana Paes, todos, de alguma forma, ligados às adaptações audiovisuais da produção literária do romancista, participaram da homenagem pelo centenário de nascimento do escrito e acadêmico. De acordo com Domício Proença Filho, "à celebração acrescenta-se a exposição e as inúmeras conferências no Brasil e no exterior, centradas na obra de Jorge Amado, realizadas pela Casa de Machado de Assis este ano”.
Quinto ocupante da Cadeira 23 da ABL, eleito em 6 de abril de 1961, na sucessão de Otávio Mangabeira, Jorge Amado tomou posse em 17 de julho do mesmo ano. Jornalista, romancista e memorialista, tornou-se escritor profissional e viveu exclusivamente dos diretos autorais de seus livros. Estreou na Literatura em 1930, com a publicação da novela “Lenita”, escrita em colaboração com Dias da Costa e Édison Carneiro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário