terça-feira, 2 de outubro de 2012

Conclusão

O advogado Marcelo Leonardo, que  defende Marcos Valério, não crê que o STF vá quebrar – no caso do mensalão – a tradição de só executar sentenças após o chamado trânsito em julgado, ou seja, depois de esgotados eventuais recursos e pendências. Logo: a prisão de condenados pode levar muitos meses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário